Vídeos pelo WhatsApp

Quer receber os vídeos pelo WhatsApp?
Veja os detalhes neste link.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Conflitos que amadurecem


Também disponível em MP3.


Aqui neste vídeo Pe. Fábio atende à uma mulher que foi deixada pelo marido, apesar de nunca terem brigado durante o namoro e também no casamento. Pe. Fábio alerta que "não se casa com uma pessoa com quem você nunca brigou, isto não é um valor". Muitas vezes temos uma visão muito romântica do relacionamento à dois, achando que o objetivo é viver sempre de bem, nunca brigar, etc.

O casamento só pode ocorrer depois que se viveu, no namoro, todas as fases do conflito, conhecer a pessoa à fundo, mesmo nas diferenças. Do contrário se estará querendo viver um conto de fadas, com príncipe encantado, que na verdade é um sapo; à meia-noite a carruagem vira abóbora e o casamento vai por água à baixo. Os conflitos é que amadurecem uma pessoa, uma criança precisa enfrentar os problemas para crescer como pessoa, se os pais protegerem demais estarão criando uma pessoa insegura e imatura.

Os conflitos servem para um mostrar ao outro todo o seu ser; se mesmo nas diferenças os dois continuam juntos e se amando, significa que têm condições de fazer feliz um ao outro, que é a razão de ser do casamento, juntamente com a geração da vida.

Um comentário:

Regina disse...

Uma pergunta muito comum entre os casados, especialmente entre aqueles que casaram diante de Deus, é: o casamento pode acabar? Afinal, no momento da celebração deste santo sacramento ouvimos: “O que Deus uniu o homem não separe”, sendo importante lembrar que esta frase foi dita pelo próprio Jesus, em Marcos 10, 9...não é coisa inventada pelo padre ou pelo pastor.Em um dos programas Direção Espiritual, do começo de agosto deste ano de 2008, o Pe Fábio respondeu exatamente esta pergunta, e falou: “Não existe mágica no sacramento do matrimônio...Deus une, mas somos nós, humanos, que confirmamos a união...caso contrário o casamento vem perdendo a força e pode acabar sim!! Marido e mulher têm que casar todos os dias!!”
Que complicação não é mesmo??? Mas se pensarmos um pouquinho vamos ver que é isso...o Pe Fábio falou tudo!!! Casamento não é fruto de um milagre, na verdade é um processo em construção que se estabelece dia a dia. Isto me fez lembrar de uma reflexão que eu já escrevi sobre os “amores frouxos”, vividos nos casamentos atuais, que começa falando sobre a nossa constante busca do “mito do amor romântico” (Pe Fábio), daquele sentimento que anseia por ultrapassar a eternidade.

É assim que estamos seguindo nos caminhos do sacramento do matrimônio...cometendo alguns erros muito sérios que acabam afrouxando as relações. Idealizamos uma pessoa perfeita, inventamos uma realidade cheia de projeções impecáveis e perseveramos na busca da expressão “e foram felizes para sempre”. Buscamos relacionamentos mágicos, aqueles que pouco exigem sacrifícios, renúncia, perdão e força. Corremos o risco da superficialidade e da busca do prazer afrouxar o nosso amor.

Esquecemos que o processo da busca da felicidade deve ser uma constante em nossas vidas, não há como achar que viveremos eternamente feito um conto de fadas. Temos que tomar consciência de que quando nos unimos a alguém e começamos uma relação, nos aproximamos também de suas fraquezas e frustrações. “Juntar vidas é juntar limitações” (Pe Léo).
Abraços com muito carinho!!
Fátima Regina Gouvêa Dias
fatima_gouvea@hotmail.com